Home » , » Elvis e as Três Mosqueteiras

Elvis e as Três Mosqueteiras

Quando voltou a Memphis, Elvis comprou a mansão Graceland, um rancho de 33 acres nos subúrbios de Memphis. A casa construída em 1909, há muito estava abandonada, necessitando de uma reforma completa. No verão de 1957, depois de concluir seu terceiro filme, Jailhouse Rock, Elvis encontrou Graceland toda renovada e pronta para morar. E o Rei do Rock se atirou de cabeça a todos os prazeres que encantavam seu coração de adolescente.

Um desses prazeres era a patinação. Elvis alugava o Rainbow Rolerdome, um ringue de Memphis e convidava os amigos para curtir. Quando os patins deixaram de atrai-lo, vieram os rachas de moto. A polícia de Shelby County, um condado próximo, interditava uma rodovia tarde da noite, para que Elvis e seus amigos pudessem pilotar suas possantes Harley Davidsons, a 180 Km por hora. Agora que era um astro das telas, sua paixão pelo cinema aumentou mais ainda e Elvis passou a alugar um cinema da cidade, para as suas sessões privativas. Isso deu origem a um dos primeiros rituais da corte do Rei do Rock &Roll.

Como tudo o mais que Elvis fazia para se divertir, os filmes começavam somente após a meia noite. Durante essas sessões Elvis assumia uma atitude generosa e exibicionista, não se incomodando se uma centena de fãs assistisse os filmes com ele, desde que soubesse como se comportar e lhe demonstrasse o devido respeito. Uma multidão se aglomerava diante do cinema muito antes dele chegar, e os convidados eram escolhidos a dedo pela jovem entourage do Rei.

Elvis entrava invariavelmente pela porta dos fundos e tomava seu lugar predileto na sala vazia, a umas doze fileiras da tela, no centro. A ninguém era permitido sentar-se à sua frente e a seu lado, exceto sua namorada, que ficava à sua esquerda. Do seu lado direito, uma mesinha com chocolate, Pepsi-Cola, goma de mascar e, mais tarde, pizzas e sanduíches. Uma vez que o rei estivesse entronizado, as portas se abriam e seus convidados entravam.

Elvis já curtia uma nostalgia com apenas 21 anos

Da meia noite até o amanhecer, todos os empregados do cinema se mantinham em seus postos. Qualquer convidado podia Ter seu hot dog ou seu saco de pipocas de graça, ou então mandar algum empregado buscar alguma pizza ou um chessburguer, também gratuitamente. Quando Elvis estava no banheiro, ninguém mais podia estar lá, e seu guarda costas ficava de guarda na porta. Em tudo o que acontecia, Elvis tinha controle absoluto.

Caso o filme não lhe agradasse, ele gritava para o projecionista passar outro. Mas se o filme fizesse a sua cabeça, Elvis mandava passar de novo. Uma vez ele viu Dr Fantástico, de Stanley Kubrick três vezes em seguida. Nas raras ocasiões em que assistia a algum de seus filmes, apenas a família e alguns amigos mais íntimos eram permitidos no cinema.

Apesar de Ter ainda só 21 anos, Elvis já curtia uma nostalgia. Tendo ao seu lado algum confidente, Elvis dirigia até Lauderdale Courts, passava pela Humes School ou ia até Tupelo, para mostrar como foi duro sua infância. Para não chamar a atenção, especialmente em Memphis, onde a aparição de qualquer um de seus carros provocava uma procissão atrás dele, Elvis se disfarçava com um boné de motorista e saía para suas excursões nostálgicas – à noite, é claro – dirigindo um caminhão que era usado para transportar o lixo de Graceland.

Mas o mais curioso em seu estilo de vida por esse período era o seu relacionamento com o sexo oposto. Ao ficar mundialmente famoso, Elvis passou a se comportar dentro da mais estrita moralidade. Suas aventuras amorosas em Memphis podem ser caracterizadas como "pré sexuais". Sua mais gratificante relação por este período, foi com três fanzocas ardorosas de 13 anos, que ficaram conhecidas como "as três mosqueteiras". As primeiras groupies (tietes) da história do rock.

Gloria Mowel foi quem primeiro conheceu Elvis e apresentou a suas amigas, Heidi Heissen e Frances forbes. O pai de Gloria trabalhava em uma oficina de automóveis, onde os Presleys consertavam em seus carros. Um dia, quando Vernon estava na oficina, o pai de Gloria arranjou um jeito de sua filha visitar o rei do rock. Na data marcada – 11 de outubro de 1956 – Gloria tocou a campainha da casa de Elvis, e para sua surpresa, o próprio cantor lhe abriu a porta. Na vitrola tocava "Ruby Babby", um sucesso de Johnny Moore and the Drifters. Elvis lhe ofereceu uma Pepsi e eles iniciaram uma conversa que iria se prolongar por longo cinco anos.

As Três Mosqueteiras

Assim que encontrava algo de que gostasse, Elvis não abandonava mais e, quando Gloria, Heidi e Forbes conquistaram sua confiança, elas passaram a frequentar sua casa, onde se divertiam na piscina ou então em animadas lutas de travesseiros no quarto de Elvis. Mas ele nunca ia longe demais. Gloria é quem conta:

-"A gente se tocava, lutava, ria, mas era só dizer para parar e ele ficava quietinho. Acho que se Elvis quisesse tentado mesmo, eu cederia. Mas ele tinha um ditado, que me contou certa vez: Nunca vou deflorar uma virgem. Existem muitas prostitutas por aí".

As três mosqueteiras ficavam com ele até as três, quatro horas da madrugada, e as melhores noites eram quando o quarteto fazia suas "festas do pijama"no quarto azul de Elvis. Nessas ocasiões Elvis ajudava-as com a maquiagem, beijava-as, e passava horas abraçado com elas em sua enorme cama rodeado de espelhos, em completo silêncio, e com as luzes apagadas.

"Eu queria que aquilo tudo nunca acabasse" – confessa Gloria, recordando-se daquelas noites – "quando a gente estava naquele quarto, só queríamos que o tempo parasse"

Quando ficava muito tarde, Elvis despedia-se beijando cada uma delas e mandava o gordinho Lamar Fike levá-las para casa. Mas essa ótica de nunca deflorar virgens logo seria abandonada por Elvis. Outro detalhe: embora tivesse muitas "amiguinhas", Elvis sempre tinha uma garota que desempenhava o papel de "namorada oficial". Na mesma época em que curtia as três mosqueteiras ele conheceu Anita Wood, que iria desempenhar este papel de junho de 1957 até a chegada de Priscilla a Memphis em 1962.

Anita era uma gatinha chocante, alta, de medidas perfeitas, cabelos loiros e curtos. Uma gracinha de 19 anos. A relação do casal não foi em nada diferente da que Elvis mantinha ao mesmo tempo com as três mosqueteiras. Em ambos os casos havia muita bolinação, mas nenhum sexo. Porém, mesmo não sendo pressionada a submeter-se a Elvis sexualmente, Anita não podia dizer a ninguém que ele era seu namorado, embora todo mundo soubesse, ordens do coronel Parker.

Nesta época Elvis começou a formar a "Máfia de Memphis', o grupinho de amigos do cantor que iria colocar Hollywood de cabelos em pé, pelo número de festas que iria promover na capital dos sonhos. Eles ficaram conhecidos como o grupo que realizou o maior número de festas da história da capital do cinema. A maioria delas seriam realizadas nas mansões de Elvis na Califórnia e sua principal característica era o número desproporcional de mulheres em relação ao número de homens presentes. Geralmente havia 50 mulheres para no máximo sete homens, incluindo Elvis. O rei do rock começava a entrar assim em um perigoso círculo vicioso de sexo, drogas e rock & roll, que acabou virando o lema de toda uma geração dos anos 50 e 60.

Fonte: Elvis, Documento Histórico.

1 comentários:

Postagem em destaque

Elvis News - Elvis: A Life In Music / Um Grammy para Jailhouse Rock / Novos CDs / Robbie Williams e Elvis

Elvis: A Life In Music - Está sendo lançado em países de língua alemã o famoso livro escrito por Ernst Jorgensen intitulado "Elvis: ...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates