Home » » Elvis Presley - O Cadillac Cor de Rosa

Elvis Presley - O Cadillac Cor de Rosa

O primeiro Cadillac customizado de Elvis quase foi parar num ferro- velho. E hoje vale milhões de dólares... Em 1956 Elvis Presley era um rapaz de apenas 21 anos, que começava a brilhar no mundo do rock'n'roll e fazer fama no Sul dos Estados Unidos. Como todo norte-americano, sonhava em ter um Cadillac novinho, e se pudesse ser personalizado, me­lhor ainda. Um dia ele entrou na Southern Motors, concessionária Cadillac de Memphis, no Tennessee, onde morava, e ficou encantado com um lustroso Eldorado conversível, branco, com estepe tipo continental na traseira. Aquele era o "seu" Cadillac! Entrou no show room da Southern Motors e pediu ao vende­dor para experimentar o carro. O tal vendedor, vendo aquele jovem de topete, costeletas e calça jeans, simplesmente recusou o pedido, sem saber de quem se tratava. E pior, con­vidou Elvis a se retirar da loja. Ao sair da concessionária, Elvis já tramava uma maneira de se vingar, e encontrou um menino lavando um carro. Perguntou quanto ele ganhava. "Cerca de US$ 13 por semana, se­nhor" -respondeu o garoto. Elvis disse: "Venha comigo". Entraram os dois na concessionária e Elvis man­dou o tal vendedor chamar o propri­etário. Quando este apareceu, ouviu o seguinte; "Quero comprar este Eldorado conversível e vou levá-lo comigo agora. E mais, vou pagar à vista e em dinheiro", e apontando para o lavador, encerrou a conversa: "A comissão da venda é dele, o único que me atendeu bem aqui".


Saiu guiando o carro e levou-o para Graceland. Dias depois recebeu um adiantamento de seu empresário, o coronel Tom Parker. Gastou parte do dinheiro comprando um presente para sua mãe. Era um outro Cadillac 1956, só que quatro portas. Era um carro cinza, e ele mandou pintá-lo de cor-de-rosa com teto branco. Detalhe: sua mãe não sabia guiar. Elvis conservou este carro por toda a sua vida, e ele está hoje no 'Elvis Presley Automobile Museum", em frente a Graceland. Este carro é um ver­dadeiro ícone. Outra parte do dinheiro ele gas­tou personalizando o seu conversí­vel. O carro foi pintado de roxo metálico; ganhou bancos em couro branco e tapetes roxos, com as inici­ais "E.P." bordadas; escapamentos laterais; foi ligeiramente rebaixa­do...ou seja, era um carro bastante extravagante, mesmo para o Rei do Rock'n'Roll. Pouco mais de um ano depois, em 23 de dezembro de 1957, Elvis deixou o carro para ser vendido na Southern, e imediatamente ele foi comprado por uma fã, Lena Moskovitz, também da cidade, por US$ 4.893. Elvis ainda assinou o reci­bo de venda, três dias depois, ates­tando que ele havia realmente sido seu. Logo em seguida Lena casou com um certo "Digger" O'Dell Smith (um trambiqueiro da região) e mudou-se para College Park, na Georgia, levando junto o Cadillac. O carro foi usado por ela até sua morte, em 1974.


Depois, o seu marido acabou abando­nando o Cadillac na rua, por cerca de dois anos, com vidros abertos e à mercê dos vândalos locais. Poucos sabiam que ali estava uma jóia que havia pertencido a Elvis Presley. Quase transformado em sucata e em péssimo estado, o Cadillac acabou indo para leilão, e foi comprado em 31 de julho de 1976, cerca de um ano antes da morte de Elvis, pelo comer­ciante de carros usados James Cantrell, de Columbus, Georgia. Ele se interessou pelo modelo por se tratar de um antigo carro do cantor. O preço? Cerca de US$ 800... O Cadillac foi totalmente recuperado, e depois acabou exposto por todo os Estados Unidos. Antes que o motor fosse liga­do pela primeira vez após a restau­ração, James mandou fazer uma cópia da chave original (que tantas vezes foi usada por Elvis e hoje está bem guardada) em ouro, uma forma de devolver o brilho e orgulho que este carro ostentara antes. Hoje o Cadillac continua com a família Cantrell e está emprestado ao "Elvis Presley Automobile Museum", em estado de zero quilômetro. Segundo Mark, filho de James, as ofertas para venda foram muitas e já chegaram a US$ 4 milhões. Mas o Cadillac não está à venda e nunca estará. Ele agora é um patrimônio do povo norte-americano, um tesouro que por pouco não acabou seus dias num ferro-velho.

R.Caruso.

1 comentários:

Postagem em destaque

Elvis Presley - The Next Step Is Love

The Next Step Is Love (Evans / Barnes) - Quando Elvis resolveu retomar o rumo de sua carreira e deixar Hollywood para trás ele procurou e...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates