Home » » Wear My Ring Around Your Neck / Doncha Think It's Time

Wear My Ring Around Your Neck / Doncha Think It's Time

Quando Elvis Presley foi para o exército ele acabou se convencendo de que muito provavelmente havia chegado no fim de sua carreira. Em sua forma de ver as coisas ele seria substituído por qualquer outro cantor jovem que surgisse durante sua ausência. Fabian, Rick Nelson ou até mesmo Frankie Avalon. Todos eles tinham o potencial para roubar seu trono de Rei do Rock (segundo o próprio Elvis!). No exército Elvis não faria mais shows, nem filmes e nem muito menos gravaria material inédito. Afinal quem não é visto, não é lembrado. O Coronel Parker sabia que a situação realmente não era boa e em conversação com a RCA planejou uma forma de manter o nome de Elvis sempre em evidência no mundo musical. O plano era relativamente simples. Lançar regulamente singles inéditos no mercado  - geralmente a cada 4, 5 meses – para que Elvis não fosse completamente esquecido. Todo o material já havia sido gravado antes de Elvis ir para o serviço militar. Devidamente arquivado seria lançado no mercado aos poucos, de forma gradual. Assim as canções certamente iriam se tornar sucesso, tocando nas rádios e criando uma falsa impressão nas fãs de que Elvis ainda estava na ativa, produzindo.

O primeiro single a seguir essa nova estratégia foi “Wear My Ring Around Your Neck / Doncha Think It's Time”. O lado A era composto por um dos melhores rocks gravados por Elvis na década de 50. Ótimo ritmo em performance inspirada do cantor.  Curiosamente embora seja de excelente qualidade “Neck” não conseguiu se destacar nas paradas. O máximo que conseguiu foi alcançar um suado terceiro lugar por uma semana apenas (muito pouco em se tratando de single inédito de Elvis Presley). Para alguns analistas a culpa seria da letra considerada pouco significativa. Para outros o que pesou mesmo foi a falta da presença de Elvis na promoção da música. O lado B não era menos interessante, “Doncha Think It's Time” tinha um ritmo próprio, sui generis, com uma vocalização muito singular por parte de Elvis. O ritmo soava nervoso, pausado, com explosões vocais em momento chaves da canção! Infelizmente também não conseguiu chamar a atenção e foi solenemente ignorada na época. De forma injusta acabou virando um “Lado B obscuro” e nada mais. Aliás o próprio Elvis parece ter esquecido dessas músicas pois nos anos seguintes jamais as cantou ao vivo e nem as utilizou em qualquer outro projeto de sua carreira. Caíram realmente no esquecimento dentro da discografia de Elvis. A RCA Victor se esforçou bastante na divulgação do compacto mas os resultados foram desanimadores, sendo o primeiro single de Elvis desde março de 1957 a não chegar ao topo da parada. O resultado comercial morno já indicava os problemas pelos quais a gravadora iria enfrentar, afinal vender canções inéditas de um soldado servindo à pátria na distante Alemanha não era nada fácil, nem mesmo para Elvis Presley!


Wear My Ring Around Your Neck (Bert Caroll - Russell Moody) - Won't you wear my ring around your neck / To tell the world I'm yours, by heck / Let them see your love for me / And let them see by the ring around your neck / Won't you wear my ring around your neck / To tell the world I'm yours, by heck / Let them know I love you so / And let them no by the ring around your neck / They say that goin' steady is not the proper thing / They say that we're too young to know the meaning of a ring / I only know that I love you and that you love me too / So, darling, please do what I ask of you / Won't you wear my ring around your neck / To tell the world I'm yours, by heck / Let them see your love for me / And let them see by the ring around your neck / They say that goin' steady is not the proper thing / They say that we're too young to know the meaning of a ring / I only know that I love you and that you love me too / So, darling, please do what I ask of you / Won't you wear my ring around your neck / To tell the world I'm yours, by heck / Let them know I love you so / And let them no by the ring around your neck / And let them know by the ring around your neck / And let them know by the ring around your neck / (Lollipop Music Co, BMI) 2:13 - Data de gravação: 1 de fevereiro de 1958 - Local: Radio Recorders, Hollywood.

Doncha' Think it's Time (Otis - Dixon) - I've been yearning for a little romance / I wanna know when you gonna give me a chance / Kiss me honey, tell me your mine / Doncha' think it's time / I've been yearning for a sweet embrace / Rub my hair till I'm a total disgrace / Kiss me honey make my life divine / Doncha' think it's time / I don't wanna walk without you / Walkin' right by my side / It hurts me to see you talkin' / With the other guys / I get so warm when you touch my cheek / You thrill me so much that I can hardly speak / Love me honey tell me you're mine / Doncha' think it's time / I don't wanna walk without you / Walkin' right by my side / It hurts me to see you talkin' / With the other guys / I get so warm when you touch my cheek / You thrill me so much that I can hardly speak / Love me honey tell me you're mine / Doncha' think it's time / Doncha' think it's time / Doncha' think it's time / Doncha' think it's time / (Elvis Presley Music, BMI) - Data de gravação: 1 de fevereiro de 1958 - Local: Radio Recorders, Hollywood.

Pablo Aluísio.

4 comentários:

  1. Pablo:

    Você escreveu "durante sua ausência. Fabian, Rick Nelson ou até mesmo Frankie Avalon. Todos eles tinham o potencial para roubar seu trono de Rei do Rock (segundo o próprio Elvis!)".

    Convenhamos, nenhum destes sujeitos supracitados, apesar de bacaninhas, tinham um filigrana de chance de ficar no lugar do gênio Elvis Presley. Que o Elvis achasse isso, vá lá, ele já era um gênio da cultura mundial, não precisava ser um gênio do marketing, mas esse "coronel" Tom Parker, apesar de espertalhão, tinha uma falha grave me ver um grande artista em sua real perspectiva.


    ResponderExcluir
  2. Elvis não tinha a exata compreensão do que significava ou de sua importância. No livro "Elvis e Eu" Priscilla relembra como Elvis lhe fez um monte de perguntas sobre esses artistas - se ela gostava deles, se eles estavam fazendo muito sucesso nos EUA, o que os jovens da idade dela estavam achando de Rick Nelson, etc, etc.

    Isso também revela uma grande insegurança pessoal sobre seu futuro. Em certo momento ele chegou a dizer: "Se a minha carreira acabar vou abrir uma concessionária de carros usados".

    Pois é...

    ResponderExcluir
  3. Pois é Pablo, isso caberia ao tal do "coronel", mas, infelizmente, esse mundo não é perfeito.

    ResponderExcluir
  4. Alias, me esqueci de citar, eu li Elvis e EU e nesta conversa da Priscila e do Elvis, ele pergunta a ela sobre o corte de cabelo que ele deveria usar no show, uma vez que ele estava a muito tempo afastado dos shows ao vivo e ela fala que viu o Rick Nelson (se não me engano) e que gostou muito do seu corte de cabe que o Rick estava usando e que o Elvis poderia usar esse corte, no que o Elvis responde "você está louca? esses caras sempre me imitaram, agora eu vou imitá-los?"

    Isso mostra que talvez ele tivesse noção da sua originalidade, mas não sabia, ou não acreditava, da sua grandeza.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis News - Elvis: A Life In Music / Um Grammy para Jailhouse Rock / Novos CDs / Robbie Williams e Elvis

Elvis: A Life In Music - Está sendo lançado em países de língua alemã o famoso livro escrito por Ernst Jorgensen intitulado "Elvis: ...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates