Home » » Saudades de Um Pracinha (1960)

Saudades de Um Pracinha (1960)

Tulsa McLean (Elvis Presley) é um soldado americano servindo na Alemanha que tem um sonho: abrir um night club quando voltar aos Estados Unidos. Tocando ao lado de amigos, sempre que surge uma boa oportunidade ele tenta ganhar alguns trocados. Numa conversa informal com os demais colegas de farda acaba descobrindo que uma dançarina de um night club em Frankfurt é considerada “inconquistável” pelos militares americanos. Afinal há uma enorme fila de pretendentes que nunca conseguiram nada com ela. Tulsa resolve então entrar numa aposta: ele conquistará finalmente o coração da jovem dançarina Lili (Juliet Prowse) ou então perderá todo o dinheiro que conseguiu juntar durante os últimos meses. O problema é que no meio do caminho acaba se apaixonando de verdade pela bonita garota. “Saudades de Um Pracinha” marcou a virada na carreira cinematográfica de Elvis Presley. Ele que antes de ir para o exército havia realizado seu melhor filme, “King Creole”, agora se via imerso numa típica comédia romântica musical, gênero aliás que não mais largaria pois suas melhores bilheterias no cinema viriam desse tipo de filme.

O roteiro se apóia quase que exclusivamente no carisma de Elvis e Juliet Prowse, sua talentosa parceira em cena. Há seqüências cativantes como a que Elvis canta ao lado de marionetes em “Wooden Heart” ou em um passeio muito romântico ao lado de Prowse em uma roda gigante onde cantam juntos a balada “Pocketful of Rainbows”. Tudo muito leve, com bastante romance, ideal para o público feminino de Elvis. Afinal ver seu grande ídolo namorando na Europa certamente agradou às jovens fãs do cantor. Já para os fãs roqueiros do cantor “G.I. Blues” se mostrava bem decepcionante pois Elvis deixava o legado da rebeldia ao estilo James Dean de lado para investir em um papel de galã romântico ao velho estilo de Hollywood. A trilha sonora também tinha um teor roqueiro mínimo (apenas uma releitura do antigo sucesso “Blue Suede Shoes” mantinha a velha chama acessa). O próprio Elvis não gostou muito, nem do roteiro e nem das músicas mas a despeito de tudo isso o filme fez um sucesso espetacular, batendo recordes de bilheteria. A trilha sonora por sua vez não apenas alcançou o topo entre os álbuns mais vendidos como também ganhou indicações ao Grammy, o mais importante prêmio da indústria fonográfica americana. De certa forma esse seria o caminho que Elvis trilharia durante seus próximos dez anos no cinema. Os dias de jovem rebelde estavam definitivamente para trás. 

Saudades de um Pracinha (G.I. Blues, EUA,1960) Direção: Norman Taurog / Roteiro: Edmund Beloin, Henry Garson / Elenco: Elvis Presley, Juliet Prowse, Robert Ivers, James Douglas / Sinopse: Durante seu serviço militar na Alemanha soldado americano aposta com seus colegas de farda que conseguirá conquistar o coração de uma dançarina "inconquistável" de um night club em Frankfurt. Ele só não contava se apaixonar de verdade pela garota.

Pablo Aluísio e Erick Steve.

1 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes Tomorrow Never Comes (E. Tubb / J. Bond) - Um caso interessante em que o arranjo mais forte por part...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates