Home » » O Seresteiro de Acapulco

O Seresteiro de Acapulco

Depois que Elvis Presley retornou do serviço militar e "Feitiço Havaiano" se tornou sua maior bilheteria nos cinemas até então, sua carreira cinematográfica ficou presa a um determinado estilo de filme. A fórmula parecia certeira, colocar Elvis para cantar músicas românticas em lugares paradisíacos ao lado de lindas garotas. "O Seresteiro de Acapulco" (do original "Diversão em Acapulco") é uma dessas produções de Elvis que seguiam à risca essa fórmula de vender o cantor nas telas. Funcionava? Certamente e para certos públicos funcionava ainda melhor, tanto que "Fun in Acapulco" logo se tornou um dos mais populares filmes de Elvis Presley para o público latino, fenômeno que se repetiu aqui no Brasil também. A trilha sonora, o figurino, as belas locações, tudo contribuiu para que "Fun in Acapulco" caísse no gosto do público brasileiro. De tanto passar na "Sessão da Tarde" da Globo a gravadora do cantor no Brasil resolveu relançar no mercado sua trilha sonora em plenos anos 70 (com direito a novo relançamento na década de 80, fato único na discografia nacional de Presley). Não havia dúvidas que as reprises televisivas tinham se tornado um excelente meio de promoção da obra do artista em nosso país. O público que comprou o disco acabou levando um bom produto para casa pois a trilha sonora era realmente boa, com várias músicas de melodias belíssimas e agradáveis como a canção título, "You Can Say No In Acapulco", " I Think I'm Gonna Like It Here" e "Love Me Tonight" além de hits como a conhecida "Bossa Nova Baby".

No filme Elvis contracenou com uma de suas parceiras mais famosas, a bonita e classuda Ursula Andress. Ela havia acabado de sair do sucesso "O Satânico Dr No" (o primeiro filme de James Bond nas telas) e havia se tornado na mais nova aposta de Hollywood com seu visual exótico e glamouroso. Ela tinha tido um caso amoroso com o falecido James Dean e viu em Elvis um tipo parecido. O problema é que Presley já havia encontrado sua cara metade, a sua futura esposa Priscilla que tinha acabado de se mudar para sua mansão Graceland em Memphis e por isso não resolveu colocar a loira em sua lista de conquistas. Eu particularmente acho "O Seresteiro de Acapulco" um dos filmes mais simpáticos do cantor. A paisagem do balneário mexicano é linda o que deixa tudo muito agradável aos olhos. Enfim, "O Seresteiro de Acapulco" é um filme leve, divertido e indicado para quem quer conhecer como eram os chamados "filmes de verão" nos anos 60. Além de tudo isso ainda tem Elvis Presley cantando várias canções com saboroso sabor latino o que convenhamos já vale a fita inteira.


O Seresteiro de Acapulco (Fun in Acapulco, EUA, 1963) / Direção de Richard Thorpe / Com Elvis Presley, Ursula Andress e Elsa Cárdenas./ Sinopse: Mike Windgren (Elvis Presley) um cantor americano em Acapulco procura ganhar alguns trocados cantando e dançando em bares e boates locais até que conhece uma linda garota, filha do chef de cozinha do hotel local.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu

3 comentários:

  1. A verdade é uma só Pablo. Filme com o Elvis sem ele cantando não tinha o menor sentido. O Coronel e os produtores sabiam o que estavam fazendo.

    ResponderExcluir
  2. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.0

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes Tomorrow Never Comes (E. Tubb / J. Bond) - Um caso interessante em que o arranjo mais forte por part...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates