Home » » Lisa Marie Presley

Lisa Marie Presley

Na fila de supermercado Mayfair, em Los Angeles, Califórnia, numa tarde de sábado, de jeans, casaco escuro, óculos de sol e um chapéu desajeitado, Lisa Marie Presley não tem nada de Lisa Marie Presley.

Toda semana, para a devolução de uns trocados, ela entrega os cupons de descontos que recortou dos jornais, bem como latas e garrafas retornáveis. Sua compra mais exagerada, recentemente, foi uma dúzia de vestidos estampados em motivos florais - 39 dólares cada um. O supermercado da semana é um momento banal de uma vida extraordinária.

Os eventos e as personalidades que definiram Lisa Marie são enormes e apavorantes: filha única de Elvis Presley; filha da incrível Priscilla, que conseguiu transformar o espólio de Elvis de um desastre financeiro num estrondoso sucesso comercial; e por um curtíssimo espaço de tempo mulher de Michael Jackson. Lisa Marie vai herdar um império de 300 milhões de dólares construído sobre a nostalgia de Elvis. E, no entanto, toda semana ela entra na fila, bolsa na mão, parecendo mais uma econômica dona de casa do que uma herdeira multimilionária - a cada compra, ela confere o sentido de um pequeno investimento de normalidade.

Suas tentativas de levar uma vida normal beiram o heroísmo. Sua casa fica no bairro de Hidden Hills, 50 quilômetros ao norte de Los Angeles. A maioria das 500 casas aqui é de residências modestas. No ponto em que a rua principal termina, há uma gigantesca estrutura, com recuo de aproximadamente 9 metros da rua. É aí que fica a casa de quatro quartos e três banheiros de Lisa Marie Presley, adquirida por 2,63 milhões de dólares em 1993.

O ídolo fez 860 shows e 33 filmes. A grana evaporou
Quando morreu em 1977 o testamento de 13 páginas de Elvis Presley determinava que Lisa Marie seria sua única herdeira e beneficiária. Aos 25 anos, previa o testamento, Lisa assumiria a fortuna de Elvis Presley. Mas que fortuna? Embora tenha sido o maior vendedor de discos da história, tenha estrelado grandes sucessos de bilheteria no cinema, e ainda tenha feito pelo menos 860 shows (fora suas apresentações anuais em Las Vegas), deixou patrimônio de cerca de U$$ 5 milhões, resultado da má administração de sua carreira e suas finanças pelo seu empresário, Coronel Tom Parker. Ao morrer, Elvis, que poderia ter um bilhão de dólares, tinha 1.055,173 dólares em sua conta corrente e tinha Graceland, sua casa em Memphis, que comprara em 1957 por cem mil dólares.

Vernon, pai de Elvis, morreu em 1979, e Priscilla, aos 34 anos e sem nenhuma experiência empresarial, assumiu o comando. De cara, arriscou os últimos 500.000 dólares dos bens líquidos do espólio para transformar Graceland num museu, antes do quinto ano de aniversário da morte de Elvis. Foi um empreendimento arriscado, mas a idéia de Priscilla obteve um êxito espetacular. O investimento original foi recuperado em apenas 38 dias. Em poucos meses, milhões de dólares estavam sendo gerados por Graceland, graças ao fascínio imorredouro da lenda de Elvis. Graceland é hoje uma das seis atrações turísticas particulares mais visitadas dos Estados unidos.

O recruta Elvis conheceu Priscilla Beaulieu em 1959, quando estava aquartelado com o exército americano na Alemanha. Priscilla tinha apenas 14 anos. Ela deu à luz Lisa Marie em Memphis no dia 1 de fevereiro de 1968. A menina foi supermimada. Antes de andar, Lisa já tinha um pônei. Quando completou seis anos, Elvis comprou para ela um casaco de peles, um broche de diamantes e um carrinho de golfe. Um ano depois, comprou um jato de passageiros azul e branco ao qual deu o nome de "The Lisa Marie".

O casamento dos pais acabou quando ela tinha 4 anos. Priscilla levou a filha para Los Angeles. Quando Lisa viu o pai novamente, seis meses mais tarde, ele já estava viciado em drogas. No dia 16 de agosto de 1977, o coração de Elvis Presley parou de bater, depois de uma aparente overdose de drogas. Lisa Marie estava em Graceland. Enquanto enfermeiros administravam respiração boca a boca no pai, Lisa ficou encostada na porta, soluçando.

Lisa, uma garota problema
Nos anos que se seguiram Lisa freqüentaria uma série de escolas particulares. Era uma péssima aluna. Uma garota problema. Quando completou 12 anos, sua mãe matriculou-a numa escola da cientologia. Aos 14 anos, Lisa começou a fumar maconha e a tomar drogas. Susan Jenkins, sua amiga de escola, diz que as colegas queriam se aproximar dela e a melhor forma para isso era oferecendo drogas a ela: "Lisa dizia que aquela era a única vantagem da celebridade", recorda Jenkins.

Lisa conseguiu se livrar dos problemas com as drogas e hoje a cientologia (uma mistura de religião e ciência, muito popular entre as celebridades dos Estados Unidos) é o ponto focal em sua vida.
Em 1986, Lisa envolveu-se com Danny Keough, jovem contrabaixista de uma banda de rock que não chegou a fazer sucesso. Os pais dele eram professores da cientologia. No início do outono de 1988, Lisa anunciou a sua mãe que estava grávida de Keough, então com 24 anos. Lisa Marie tinha 20 anos. Ela e Danny casaram-se no dia 3 de outubro de 1988. Oito meses depois, ela deu à luz Danielle Riley, a primeira neta de Elvis Presley. O filho Benjamin nasceu pouco antes do casal se separar amigavelmente.

Depois Lisa se envolveu com Michael Jackson, mas o seu casamento estava desde o início destinado ao fracasso. Lisa cansou de encobrir problemas pessoais do cantor. Lisa acabou sendo usada para tentar provar ao público americano que Michael Jackson era um "homem normal", claro que não deu certo!

Neste meio tempo, Lisa Marie posou para a vogue americana. Seus cabelos estão curtos, tingidos de preto e com aquele ar absolutamente inconfundível de Elvis Presley - ela é a cara do pai. Seus planos para o futuro são "evitar celulite e retenção de água a qualquer custo". Ela não faz nenhuma menção a seu império empresarial. Não faz também menção a Michael Jackson. Refere-se rapidamente a seu desejo de se tornar cantora: "Se não der certo não vou insistir". Tem um certo receio do público compará-la a Elvis. Sua carreira deslanchando ou não, o certo é que Lisa Marie estará todo sábado empurrando seu carrinho no supermercado.

Fonte: Sunday Times.
Artigo publicado no stie EPHP em maio de 2000.

2 comentários:

  1. ODEIO ESTE RESUMO BARATO QUE ALGUNS ÓRGÃOS DA IMPRENSA FAZEM DA VIDA DE ELVIS,"...O casamento dos pais acabou quando ela tinha 4 anos. Priscilla levou a filha para Los Angeles. Quando Lisa viu o pai novamente, seis meses mais tarde, ele já estava viciado em drogas." ELES DEVERIAM FOCAR NA IMPORTÂNCIA QUE TEVE ELVIS PARA A CULTURA E NÃO ESSENCIALMENTE NA SUA VIDA PESSOAL, SEJA ISTO NARRADO VERDADE OU MENTIRA.
    DE MODO GERAL GOSTO DE SUAS POSTAGENS.
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  2. Olá Mariangela,
    Olha concordo com você. Em se tratando de grande imprensa já viu, a coisa complica, principalmente em nosso país onde geralmente os jornalistas são genéricos sobre tudo e especialistas sobre nada. Abraços, Pablo Aluísio.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Snowbird

Elvis Presley - Snowbird (G. Mac Lellan) - O álbum "Elvis Country" começa com uma música que curiosamente não foi gravada nas s...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates