Home » » Elvis, as últimas horas de um gênio - Parte 1

Elvis, as últimas horas de um gênio - Parte 1

Memphis, tarde de 15 de agosto de 1977. O verão está sufocante na badalada cidade ao sul dos Estados Unidos e nesse momento em Graceland, Elvis Presley está acordando. Com a ajuda de seu primo Billy Smith, o rei supremo do rock, veste um casaco esportivo, uma camisa de seda branca e botas de couro pretas, com o zíper aberto, por causa dos tornozelos inchados.

Por volta das 22h30min, depois de um passeio de motocicleta com a namorada, Ginger Alden, o cantor enfia duas pistolas automáticas calibre 45 na cintura da calça de moletom. Em seguida, coloca os óculos escuros cromados, feitos especialmente para ele, e senta-se ao volante de seu Stutz. Acompanhado de Ginger Alden, Billy Smith e um membro de seu séquito, Charlie Hodge, o Rei dirige até o consultório de seu dentista em East Memphis. Na verdade, ele quer colocar em dia o seu tratamento dentário antes de viajar na noite seguinte para Portland, no Maine, iniciando assim uma turnê de 12 dias.

Por volta de meia-noite, o grupo retorna a Graceland, Elvis e Ginger sobem, e Smith vai para o trailer em que mora dentro da propriedade. Aproximadamente às 2 da madrugada, Elvis fala com Larry Geller, talvez seu melhor amigo. Segundo Geller (tempos depois respondendo a uma entrevista) disse: "Elvis naquele dia, estava de muito bom humor, ansioso para sair em turnê, e fazendo planos para o futuro".

Por volta das 4 horas da manhã, Elvis está ótimo, muito bem disposto e fica com uma vontade enorme de jogar raquetebol. Ele manda chamar Smith e a mulher, Jo, para que se juntem a ele e a Ginger. No momento em que se dirigem para a quadra privativa de Elvis, uma chuva fina começa a cair. "Não tem problema. Vou dar um jeito nisso", disse o rei, e nesse momento, ele estende as mãos para que a chuva possa parar. "Milagrosamente",lembrou Smith, "a chuva parou mesmo". - "Não falei ?", exclama Elvis - "Com um pouquinho de fé, a gente pode fazer parar de chover."

Apesar dessa incrível explosão de energia, o Rei está exausto em conseqüência de diversos dias de uma dieta à base de gelatina - a mais recente de uma série de desesperadas tentativas de emagrecer o bastante para vestir as suas famosas jumpsuits. Ele logo se cansa do jogo e os dois casais resolvem apenas brincar, acertando a bola uns nos outros. Mas a brincadeira também acaba, quando Elvis saca uma bola de mau jeito e acerta a raquete na própria canela.

Telmo Vilela Jr.

2 comentários:

  1. Você tem um estilo fascinante de contador de histórias, que nos leva , ao ler, visualizar as imagens e, num crescendo nos conduzir ao desfecho.Adorei e, na impossibilidade física de conversarmos, é uma ótima, por que não dizer, prazerosa alternativa. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelos elogios Lídia. O Blog tem outros textos ótimos assinados pelos amigos Pablo Aluísio e Julio Abreu. Um grande abraço e mais uma vez obrigado pelos elogios e pela participação.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis News - Elvis: A Life In Music / Um Grammy para Jailhouse Rock / Novos CDs / Robbie Williams e Elvis

Elvis: A Life In Music - Está sendo lançado em países de língua alemã o famoso livro escrito por Ernst Jorgensen intitulado "Elvis: ...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates