Home » » Elvis, as últimas horas de um gênio - Parte 2

Elvis, as últimas horas de um gênio - Parte 2

Já no interior da casa, Smith lava e depois seca os cabelos do primo famoso. Enquanto conversam, Elvis mostra-se obcecado com um novo livro que descortina e detalha a sua vida e a sua decadência física, intitulado - "Elvis: what happened ??" ( "Elvis: o que aconteceu ?"). O livro revela o quanto o Rei havia se tornado dependente de drogas (chamadas legais) como anfetaminas e sedativos. Furioso, Elvis diz ao primo que vai arranjar uma maneira de atrair para Graceland os autores do livro - seus ex-guarda-costas: Red West, Sonny West e Dave Hebler - e matá-los, todos eles. O Rei anda de um lado para o outro possesso, perturbado, esbraveja e grita que não consegue entender como eles haviam tido a coragem para traí-lo. Bem depois, mais calmo, Elvis ensaia as palavras que planeja dizer no show, caso os fãs - chocados por saberem que seu ídolo gasta mais de 1 milhão de dólares por ano com o vício em remédios - o recebessem com vaias.

- "Eles nunca conseguiram me derrotar", disse, - "e não vão conseguir agora. Mesmo que eu tenha que subir no palco só para admitir que tudo isso é verdadeiro". Smith entendia muito bem o primo famoso e sabia do que ele seria capaz caso fosse muito pressionado.

Entorpecido e extenuado, Elvis senta-se na beirada de uma cadeira, abaixa a cabeça, enfia os dedos por entre os cabelos e começa a chorar. - "Está tudo bem" - diz o primo na tentativa de tranqüilizá-lo. - "Vai dar tudo certo".

Quando Smith já está de saída, Elvis levanta-se da cadeira vira para o primo e grita: - "Billy...essa vai ser a melhor de todas as minhas turnês"!.

Às 7h45min, Elvis engole quatro ou cinco comprimidos para dormir - pela segunda vez em duas horas. Há muito o Rei é atormentado pela insônia que começou ainda na infância e piorou com as drogas e horários desregrados, comuns aos astros de rock. Uma terceira dose viria em seguida. Desde a véspera ele não comia nada sólido.

Por volta das 8 horas, Elvis deita-se ao lado de Ginger. A rainha da beleza de Memphis, então com 20 e poucos. Ginger lembra que acordou e encontrou o namorado agitado, preocupado com a turnê.

- "Querida" - diz Elvis - "Vou ler um pouco no banheiro."

Ginger se mexe na cama e diz: - "tudo bem, mas não vá pegar no sono".

O Rei, já de pé, olha para Ginger e responde: "Querida, não se preocupe, eu não vou dormir".

Telmo Vilela Jr.

3 comentários:

  1. Realmente,o que aconteceu com o Elvis? Na verdade, não é necessário uma resposta. Acho que, infelizmente, o que mais imposta é o ídolo, o semi deus em detrimento da pessoa,enquanto humana. Acho que ficou muito pesado, na balança, para dar conta de si mesmo.Grande Elvis, eterno Elvis Presley!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá Lídia!...Obrigado pela participação e visita ao Blog. Na verdade, Elvis durante muitos anos viveu uma vida absolutamente desregrada, trocando o dia pela noite, praticando uma dieta hipercalórica e se entupindo de remédios psicotrópicos. Não há organismo que resista a tantos desmandos, não é verdade?. Um grande abraço e obrigado pela pela participação.

      Excluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes Tomorrow Never Comes (E. Tubb / J. Bond) - Um caso interessante em que o arranjo mais forte por part...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates