domingo, 17 de agosto de 2014

Minhas Três Noivas

Título no Brasil: Minhas Três Noivas
Título Original: Spinout
Ano de Produção: 1966
País: Estados Unidos
Estúdio: Metro-Goldwyn-Mayer (MGM)
Direção: Norman Taurog
Roteiro: Theodore J. Flicker, George Kirgo
Elenco: Elvis Presley, Shelley Fabares, Diane McBain

Sinopse:
O astro Elvis Presley interpreta o piloto de corridas Mike McCoy. Seu grande sonho é se tornar um campeão das pistas, mas enquanto isso não acontece se vira como cantor nas horas vagas, se apresentando em boates e night clubs. Agora seu coração está dividido entre três gatinhas e ele está sinceramente em dúvida sobre com qual delas pretende se casar.

Comentários:
"Spinout" é em essência um genérico de "Viva Las Vegas", um dos maiores sucessos de bilheteria do cantor Elvis Presley nos cinemas durante os anos 60. Não há muito o que acrescentar por essa razão, mas certos aspectos merecem crédito. A MGM absorveu as inúmeras críticas que se abateram sobre os filmes anteriores de Elvis realizados no estúdio e resolveu dessa vez disponibilizar ao cantor uma melhor produção. De fato "Spinout" é bem superior nesse aspecto em relação a verdadeiras tralhas como "Harum Scarum" e "Frankie and Johnny". A fotografia em especial é bem caprichada e as cenas de corridas contam com uma muito bem realizada edição. Em termos de elenco temos o retorno da atriz Shelley Fabares, o que também se revela um ponto positivo já que ela além de carismática era muito simpática. O filme na realidade foi vendido à época como um presente aos fãs pelo décimo aniversário de Elvis Presley em Hollywood. Apesar do marketing reforçado e das melhoras na película de uma maneira em geral o filme não conseguiu se tornar um sucesso, se revelando um dos mais fracos comercialmente da carreira de Elvis. Fruto da perda de paciência dos fãs que naquela altura queriam mudanças na carreira do ex-Rei do Rock. Mesmo com tanta coisa contra, um legado indireto de "Spinout" permaneceu. O filme foi a inspiração para Tatsuo Yoshida criar um dos personagens de animação mais populares dos anos 60: o corredor Speed Racer, cuja série animada estrearia no ano seguinte nas TVs de todo o mundo. Nada mal para uma produção que não se tornou um sucesso na ocasião de seu lançamento.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

5 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★
    Elenco: ★★
    Produção: ★★
    Roteiro: ★★
    Cotação Geral: ★★
    Nota Geral: 6.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Gostei desse filme. Shelley Fabares ganhou meu coração nesse filme ou nos outros dois, ainda preciso re assistir os outros dois. Nesse filme está também o Jack Mullaney (que também estava no Cavaleiro Romaântico), parecidíssimo com o Jerry Lewis. Uma das cenas até ousadas pra época é quando o policial chega e a baterista Les está preparando algo para os rapazes da banda que estão mexendo no carro. O policial entra, Les levanta as mãos para o alto, o policial ordena que ela se vire e ele dá um tapa na bunda dela. Para 1966, achei a cena até ousada. Gostei do filme. Um abraço do Baratta.

    ResponderExcluir
  3. Ele era um genérico do Jerry Lewis. Pena que Elvis nunca tenha trabalhado ao lado do Lewis original. Teria sido um encontro e tanto! Eu também tenho minhas simpatias por "Spinout". A produção inclusive é um ponto acima da média do que ele andava fazendo em Hollywood.

    ResponderExcluir
  4. O interessante é que existem algumas coincidências entre o trabalho do Elvis no cinema e do Jerry Lewis. Alguns filmes por ser da mesma produtora a figurinista era uma tal de Edith Head. A Ina Balin que contracenou com o Elvis em CHarro contracenou com o Jerry Lewis em O Otário. Lizabeth Scott que foi a patroa do Elvis em Loving You contracenou com o Jerry Lewis e Dean (Dinooooo) Martin em Scared Stiff "Morrendo de Medo" e desse filme que Elvis lembrou da versão do Dean Martin para I Don't Care If The Sun Don't Shine e resolveu gravar.

    ResponderExcluir
  5. A maioria dos filmes de Elvis e Jerry lewis tiveram o mesmo produtor, Hal Wallis. As equipes técnicas eram praticamente as mesmas, justamente por essa razão. Só faltou mesmo um filme com eles. Pena que não aconteceu.

    ResponderExcluir