Home » » Elvis Presley 1969 - Cronologia Parte 2

Elvis Presley 1969 - Cronologia Parte 2

Julho de 1969 - Elvis volta aos palcos!
Elvis volta aos palcos e se apresenta em Las Vegas pela primeira vez. Dez dias depois que o primeiro homem pisou na Lua, finalmente Elvis volta aos shows e pisa no palco pela primeira vez desde 1961. Elvis está novamente empolgado, o NBC TV Special representou mais do que nunca uma virada decisiva em sua carreira. As sessões de janeiro no American Studios consolida a ótima fase que é coroada definitivamente com seu retorno ao local onde sempre foi rei: diante de seu público. Para lhe acompanhar Elvis forma uma excelente banda liderada pelo guitarrista James Burton e é acompanhado por uma orquestra de primeira linha. Em ótima forma física, esbanjando humor e alto astral Elvis conquista a todos numa série de apresentações com casa lotada. Jerry Hopkins, amigo e testemunha ocular de seu retorno triunfante relembra: "Elvis caminhou preguiçosamente até o centro do palco, agarrou o microfone do pedestal, fez uma pose dos anos 50 - pernas firmes, joelhos estalando quase imperceptivelmente - e antes que pudesse começar sua primeira música, a plateia o fez parar. Logo que ele ia começar a primeira música, levou no rosto um grande rugido. Todas aquelas milhares de pessoas estavam de pé, muitas em cima das cadeiras e gritando". Elvis então dá o melhor de si e mostra que não perdera seu toque mágico com o público e mostra que ainda é o rei do rock. O show se traduz em um enorme sucesso, tanto de público como de crítica. Elvis não contêm após a apresentação. Ao encontrar o Coronel Parker ambos se abraçam, lágrimas nos olhos, celebrando o grande momento e o grande triunfo. Elvis diz ao Coronel: "Temos que colocar o pé na estrada novamente, vamos ganhar o país!". No dia seguinte toda a imprensa falada e escrita do país está comentando e celebrando a volta de Elvis às apresentações ao vivo. O Coronel anuncia que em breve Elvis irá começar a visitar as cidades americanas. No último dia da temporada Elvis dá uma grande festa em seu apartamento no International Hotel. Elvis confidencia a Joe Esposito: "Joe, estou muito feliz, há muito tempo não sentia tanto prazer assim em cantar e me apresentar!". Assim se manifestou a revista Rolling Stone sobre os shows de Presley: "Elvis é sobrenatural. É a sua própria ressurreição". A Revista Newsweek escreveu: "Aconteceram muitos fatos na vida de Elvis, mas o mais inacreditável foi sua permanência no mundo musical, onde carreiras meteóricas quase sempre se desvanecem, tal qual estrelas cadentes". A revista "Elvis Monthly" expressou a opinião dos fãs: "Em 20 de julho de 1969, o Homem desceu na Lua, a Águia pousou e Neil Armstrong deu um pequeno passo para o homem, um gigantesco passo para a humanidade. A Atenção do mundo voltou-se para o Mar da Tranqüilidade e fez-se a História. Em 26 de julho de 1969, Elvis Presley pisou no palco do International Hotel - O Rei retornou. Pode ter sido um pequeno passo para Elvis, mas foi um gigantesco passo para seus fãs". Parte da temporada será lançada depois no disco duplo "From Memphis to Vegas / From Vegas To Memphis". Elvis ainda era o eterno Rei do Rock. Viva Elvis! 


Agosto de 1969 - O single Suspicious Minds / You'll Think Of Me é lançado - Pela primeira vez desde 1962 Elvis chega ao primeiro lugar da parada americana de singles da revista Billboard com o single "Suspicious Minds / You'll Think Of Me". Suspicious Minds (Mark James) - O grande sucesso de Elvis no período em que sua carreira renascia no final dos anos 60. O single "Suspicious Minds" ocupou a primeira posição no hit parade mundial exatamente na semana em que o festival de Woodstock acontecia nos EUA. No evento máximo da era de "Paz e Amor" a geração hippie prestou sua homenagem àquele que começou toda essa revolução cultural e comportamental lá nos distantes anos 50. Um grande momento de Elvis que ficou eternamente gravado na mente de todos os que viveram momento tão magico! A canção em si é muito bem arranjada e faz parte das maravilhosas sessões de Elvis em Memphis no American Studios. Elvis aqui conta com ótimo material composto por Mark James, que iria se tornar um de seus principais compositores nos anos 70 ao lado de Dennis Linde, Tony Joe White, Joe South, Jerry Reed e Mac Davis. You'll Think Of Me (Shuman) - Lado B do single "Suspicious Minds". Elvis utilizou o que de melhor havia em estúdio para gravar as músicas escolhidas por ele, bem ao contrário das trilhas de filmes em que o material era determinado pelos estúdios de cinema. Elvis sabia da má qualidade destas músicas e se sentia muito mal ao gravá-las. Finalmente em 1969 ele deu um basta a esta situação e decidiu que ninguém mais iria interferir no seu trabalho. Isto representou um saldo de qualidade imenso na carreira do Rei. 

Setembro de 1969 - "Charro" é lançado nos cinemas.
Depois de um ano de suas filmagens, Charro chega aos cinemas americanos. A excelente fase em que Elvis passa se reflete na boa bilheteria do filme, porém a crítica não perdoa. A revista Variety decreta sobre o filme: "Charro é um western americano que tenta imitar os westerns spaguettis, que por sua vez são imitações baratas das produções americanas! Como conciliar tamanha contradição? Só em uma coisa o filme é superior aos faroestes baratos italianos: A canastrice de Elvis supera em muito a de Giulianno Gemma". Dois meses depois outro filme de Elvis estreia nos Estados Unidos: The Trouble With Girls (Lindas encrencas, as garotas), outra produção que é relativamente prestigiada pelo público. Mesmo com os bons resultados Elvis não pensa mais em voltar aos cinemas, pois tudo o que lhe importa agora é cair na estrada e voltar a fazer shows. A carreira de ator de Elvis Presley está definitivamente encerrada.

Novembro de 1969 - É lançado o single Don't Cry Daddy / Rubberneckin'. 

O single se torna um grande sucesso chegando ao Top 10 da Billboard. (6º lugar). Don't Cry Daddy - impossível não se sentir emocionado ao ouvir essa música. Letra brilhante e passional, interpretação maravilhosa, Elvis demonstra que é um artista único e que jamais poderá ser substituído. "Don't Cry Daddy" foi gravada nas fantásticas sessões do American Studios no começo de 1969. Muitos anos depois sua filha, Lisa Marie Presley, fez uma bonita e sincera homenagem ao pai em um dueto de Don't Cry Daddy. Tocante e sensível, para dizer o mínimo. Já Rubberneckin também teve uma trajetória curiosa ao longo dos anos. Gravada inicialmente para o filme Change of Habit (Ele e as três noviças), a canção foi parcialmente esquecida durante anos. Porém em 2003 ela foi redescoberta pelo BMG que produziu um remix, que ao ser lançado, chegou ao primeiro lugar nas paradas americanas. Um merecido sucesso, diga-se de passagem. Um belo embalo que fez jus ao legado deixado por A Little Less Conversation. Lançada no Brasil no LP Almost in Love. Nota 10.


Dezembro de 1969 - "From Memphis to Vegas / From Vegas To Memphis" é lançado - Este é um disco monumental. Foi o primeiro álbum duplo da carreira de Elvis. Seguindo os passos de seu trabalho anterior, "From Elvis in Memphis", este também traz músicas gravadas no American Studios em Memphis juntamente com o primeiro registro ao vivo da carreira de Elvis a ser lançado em sua discografia oficial. Assim o antigo vinil duplo era dividido entre o Disco I "From Memphis to Vegas" com o show ao vivo gravado em Las Vegas no mês de agosto de 1969, e o disco II "From Vegas to Memphis" com mais canções da fantástica sessão de gravação do American Studios em Memphis. No mesmo mês da gravação do disco I e do festival de Woodstock, Elvis chegava ao primeiro lugar nas paradas com o single "Suspicious Minds / You'll Think of Me". Este foi um dos períodos mais produtivos e bem sucedidos da carreira de Presley. Em 1970 este disco iria ser dividido, sendo lançado separadamente, surgindo assim os LPs "Elvis in Person at International Hotel" e "Back in Memphis". O disco foi lançado em novembro de 1969 e se tornou um grande sucesso. Este foi sem dúvida um ponto alto na carreira do Rei do Rock'n'Roll. O Disco "From Memphis to Vegas / From Vegas to Memphis" (LSP 6020) foi um grande sucesso da carreira de Elvis.


Dezembro de 1969 - Elvis passa o reveillon assistindo suas sessões privadas de cinema em Memphis.

Pablo Aluísio.

3 comentários:

  1. Pablo, há um ensaio com o Elvis nesta época cantando Oh Happy Day, mas eu nunca o vi cantar essa música nos shows. Você já viu?

    ResponderExcluir
  2. Esse ensaio que você está dizendo provavelmente é esse do That´s The Way It Is. As raras versões ao vivo são medíocres - geralmente usadas apenas como música incidental, sem qualquer compromisso de Elvis em cantá-la bem. Existe uma versão do NBC e outra gravada em Lake Tahoe, todas ao vivo. Não existe nenhuma gravação de estúdio de Elvis dessa faixa.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - The Next Step Is Love

The Next Step Is Love (Evans / Barnes) - Quando Elvis resolveu retomar o rumo de sua carreira e deixar Hollywood para trás ele procurou e...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates