Home » » Elvis e Priscilla Presley: A vida sexual em ruínas

Elvis e Priscilla Presley: A vida sexual em ruínas

Poucas semanas após o nascimento de Lisa Marie o casamento de Elvis e Priscilla começou a ficar em ruínas. Embora para os que os viam de fora parecesse que era o casamento dos contos de fadas as coisas iam de mal a pior dentro do palácio do Rei do Rock. O palácio real estavam em ruínas. Em 1969 a carreira de Elvis tomou um novo impulso, seus discos começaram a vender bem novamente e seu retorno aos palcos em Las Vegas levou Elvis de volta ao seio de seu público onde passou a ser novamente idolatrado pelas massas. O Elvis dos anos de baixa, quando se mostrava mais humano e carinhoso com Priscilla desapareceu. Elvis voltou a adotar uma postura arrogante com a esposa e pior do que isso, começou a trai-la com coristas de Vegas. Todas as noites uma mulher diferente passou a passar pela cama de Elvis que imediatamente decretou que a presença de esposas estava proibida durante as temporadas de shows. Ela podiam apenas comparecer na noite de estreia e encerramento. Nos demais dias Elvis e os caras da máfia de Memphis agiam como solteiros farristas na cidade que era conhecida justamente como a Cidade do Pecado!

Outro problema muito sério surgiu também dentro da vida conjugal de Elvis. Ele parou de procurar sexualmente por sua jovem esposa. Elvis tinha um problema psicológico, um trauma, que o impedia de ter relações sexuais com mulheres que já tivessem sido mães. Talvez por ser ligado demais à sua própria mãe, Elvis colocava mulheres com filhos em uma espécie de altar santo que o impedia de ter desejo sexual por elas. Obviamente Elvis deveria ter procurado por ajuda, uma terapia faria muito bem a ele, mas famoso demais para se expor jamais foi em frente nesse aspecto. Ao invés disso passou a evitar qualquer contato sexual com Priscilla que começou a ficar desesperada com a situação. Ela era apenas uma jovem saudável que também tinha desejos sexuais e não conseguia entender porque Elvis muitas vezes demonstrava ter quase um nojo de estar com ela na cama.

A situação logo se tornou insuportável para o casal. Para escapar Elvis passou a fugir para Los Angeles com uma desculpa qualquer. Valia tudo para não ficar em casa enquanto a esposa tentava de todas as formas levá-lo para a cama. A situação obviamente logo se tornou constrangedora demais para lidar. Priscilla tentava chegar perto de Elvis, lhe fazer um carinho, sensualizando para que ele transasse com ela, mas Elvis sempre saia de perto com alguma desculpa nada convincente. O jogo de sedução de Priscilla causava um grande desconforto psicológico em Elvis. Ao lado do trauma de infância de Elvis havia também um fator complicador na situação. Elvis começou a estudar muitas religiões orientais que pregavam o celibato como um processo de purificação espiritual. Assim Elvis que já não conseguia transar com a própria esposa passou a adotar uma postura de fuga do sexo pois isso o iria tornar impuro! O mais contraditório de tudo é que mesmo pensando assim Elvis não pensava duas vezes antes de levar uma dançarina qualquer para sua suíte em Las Vegas!

Assim Priscilla com apenas 23 anos de idade tinha que lidar com um marido que lhe negava sexo de todas as formas, ora alegando que estava com algum problema, ora tentando explicar a ela que isso ia contra os fundamentos de sua religião esotérica. E para jogar tudo ainda mais no caos Elvis começou a novamente abusar das drogas. O sucesso que voltou também trouxe a pressão e a tensão dos concertos, a ansiedade dos camarins, o esgotamento físico e psicológico dos shows e toda a loucura que vinha dentro do pacote de ser um rockstar. Com tudo jogando contra Priscilla começou a ir atrás de outro homem, um amante que lhe levasse para a cama, já que seu marido não parecia disposto mais a isso. Com Elvis sempre viajando, Priscilla tinha tempo e meios para levar uma vida dupla, Arranjou amantes ocasionais e depois emplacou um caso amoroso realmente sério com um instrutor de karatê chamado Mike Stone (que havia sido sugerido a ela justamente pelo próprio Elvis). Já que Elvis não comparecia mais, Priscilla resolveu lhe trair, para muitos de uma maneira tão rápida e breve que surpreendeu. Elvis assim começava a ser traído sistematicamente a partir de 1969. Enquanto se apresentava em Vegas, surgindo como o homem ideal para as mulheres que compareciam em seus shows, sua própria esposa desfrutava do leito de um amante. Era o fim do conto de fadas.

Pablo Aluísio.

11 comentários:

  1. Pablo, se apenas parte do que a Priscila descreve em Elvis and Me, da pra saber que o Elvis a tratava como um objeto, e na maior parte do tempo com grosseria e terrorismo psicológico. O sujeito era um boçal com ela.
    Agora, veja o paradoxo: a Priscila, lindinha, de rosto e de corpo, casada com o maior símbolo sexual do planeta e não conseguia ter uma vida sexual, sequer, normal!
    Não é atoa que o Elvis foi castigado de forma exemplar pelo desperdício: morreu, gordo, ou seja, o menos sexi possível, chifrudo, e, ainda por cima, no banheiro, fazendo sabemos o que, para não ser grosseiro no seu refinado blog.

    ResponderExcluir
  2. Pois é... Eu nem ia escrever sobre isso, mas como o blog se propõe a ser uma biografia musical e histórica de Elvis online, resolvi colocar essas informações que são baseadas no livro "Elvis e Eu" da Priscilla Presley. De qualquer maneira é bom deixar claro também que só temos um lado da história, a dela. A versão de Elvis do que aconteceu foi com ele para o túmulo e nunca saberemos.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você, Pablo Aluisio. Isso, é o que ela diz. Agora, custo a crer que Elvis, religioso como era tenha se tornado uma pessoa tão cruel. Na minha opinião, pelo pouco conhecimento que tenho do que se passava entre eles, acho que se casaram muito cedo, muito jovens, e ela não estava preparada, nem ele, para a roda-viva em que a vida dele se tornou. Um rapaz do interior e repente se vê transformado num homem lindo, cobiçado por todas as mulheres, riquíssimo, deve ter dado um nó na cabeça dele. Uma pena. Ela também, poderia ter dito a ele que queria o divórcio antes de começar a traí-lo porque isso a colocou num patamar bem pior que o dele.

    ResponderExcluir
  4. Sheila, você tem razão em algumas coisas que diz (sobre a traição da Priscila, por exemplo) mas quando diz que eles se casaram mito jovens não é exatamente verdade pois o Elvis já tinha 32 anos em 1967 e mesmo a Priscila já tinha 23 que numa época em que a maior parte das mulheres já era casada e tinha filhos. Fora o fato que o Elvis e a Priscila já viviam juntos sobe mesmo teto em Graceland desde o começo da década de "60. A verdade é que o Elvis, a despeito do fato ser muito amado pelos fãs e parecer ser perfeito em público, era humano e não era uma pessoa muito fácil em particular, como já foi dito por muitos que viveram próximos a ele.

    ResponderExcluir
  5. Sim Sheila. O que acontece entre um casal só pode ser compreendido totalmente pelo próprio casal e mais ninguém. Como eu escrevi esse foi o ponto de vista da Priscilla. Em relação a Elvis ele praticamente nada falou enquanto estava vivo. Uma das poucas coisas que disse aos membros da Máfia de Memphis era que Priscilla era muito fria, disciplinada demais, pouco espontânea, fruto de sua criação por um pai militar. Isso deixam pistas também sobre o que levou ao fim do casamento deles sob o ponto de vista de Elvis. A verdade absoluta porém nunca saberemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha opinião, não é obrigado a ninguém concordar, só existe de ambas as partes uma que é de Priscilla, e pelas fotos dava pra perceber o olhar dele apaixonada, mas em todo casamente sempre existe os dois lados da moeda a verdade é que a outra história Elvis levou...

      Excluir
  6. Oi pessoal! Não sei se o livro (biografia não autorizada): "Priscila, a noiva criança" é credível, mas é uma de outras versões sobre como tudo começou, ou seja, Priscila conhecer Elvis. Estou tendo a oportunidade de ler e claro que não vou acreditando em tudo que leio, mas é como se fosse o outro lado da história. Abraço Pablo! Obrigada pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  7. É um livro interessante, mas de leitura cuidadosa. Você está no caminho certo, lendo, mas não acreditando em tudo que se lê... É por aí mesmo. Não deixar o senso crítico de lado nunca.

    ResponderExcluir
  8. Se Priscilla fosse honesta teria escrito o livro, quando o Elvis ainda estava vivo, mas isso não lhe convinha, porque ela não sobrevivia por conta própria, só tinha jeito para o sexo, foi uma traidora, levou os amantes para casa de família, o Elvis teria as suas aventuras, porque a sua profissão assim o permitia, mas não estragou nenhum lar nem levou nenhuma mulher para casa, ela foi uma aventureira, com o dinheiro do Elvis. depois se respeitasse o pai de sua filha, tinha mais pudor, o que se passa na intimidade do casal, não é para ser divulgado. Muito obrigada pela postagem e desculpe o meu desabafo.

    ResponderExcluir
  9. Não precisa se desculpar Magrod. Fique à vontade. O blog é uma tribuna livre. Abraços, Pablo Aluísio.

    ResponderExcluir
  10. E lá se vai o homem a sua eterna morada. Assim como cai a flor da erva e se murcha, assim é a glória do homem e já não existe mais! a vdde é que fama e grana faz tudo nessa vida, torna o ser humano o maior símbolo sexual do laneta, o mais lindo que o mundo já viu etc e tal, se ele fosse um pintor, um advogado, ou um médico, teria sido tudo isso msm ? Já ouviu essa pergunta algum dia ? Quem é ela ou quem é ele ? me desculpa a sra Magrod que escreveu que ela traia a Priscila pq a sua profissao o permitia. meu Deus!que loucura! então se a profissão permite a pessoa pode trair a vontade ? e dane-se o juramento feito no altar ? é isso mesmo ? Ele simplesmente colheu o qe plantou durante o auge da sua carreira, quem planta vento colhe tempestade, drogas, medicamentos fortíssimos para combater a depressão, a estabilidade do corpo, sexo sem limites, orgias e bebidas, tudo isso regado com a falta de disciplina alimentar só podia dar caixão, cedo ou mais tarde. e assim como diz Deus em sua palavra. a minha Glória jamais darei a outrem, estavam transformando ele em um deus. e pior, ele aceitava tudo isso, infelizmente pagou com a vida. de Deus não se zomba pois tudo que o homem semear, isso ele também ceifará e pra ele que conhecia as verdades bíblicas, deveria se arrepender a louvar a Deus em vida, agora é tarde demais!

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - The Next Step Is Love

The Next Step Is Love (Evans / Barnes) - Quando Elvis resolveu retomar o rumo de sua carreira e deixar Hollywood para trás ele procurou e...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates