Home » » Elvis Presley - Suspicious Minds / You'll Think Of Me

Elvis Presley - Suspicious Minds / You'll Think Of Me

Nenhum single lançado por Elvis na década de 1960 foi mais importante do que esse. "Suspicious Minds / You'll Think Of Me" chegou nas lojas americanas em agosto de 1969 e pela primeira vez em sete anos Elvis retornava ao primeiro lugar da parada de singles da Billboard. Já imaginou o tamanho da crise que Elvis vinha enfrentando em sua carreira? Ele não chegava no Top 1 desde "Good Luck Charm" em 1962! Era algo espantoso! O que levou um dos maiores vendedores de discos da história a passar por tantos anos de vacas magras? A resposta é que as trilhas sonoras de Hollywood gravadas por Elvis não tinham força suficiente para competir no mercado com grupos de extremo apelo popular como os Beatles ou os Rolling Stones. Em razão disso Elvis foi ficando para escanteio durante a maior parte dos anos 60, sendo superado sistematicamente por artistas mais jovens e mais antenados com a juventude Flower Power que existia naqueles tempos. Apenas quando Elvis finalmente resolveu deixar os filmes de lado e retomar sua carreira musical é que ele começou a ser notado novamente por toda uma nova geração de fãs. Além disso o single anterior, "In The Guetto", havia criado uma boa receptividade entre radialistas mais jovens que mal conheciam a música de Elvis. Aquela temática sobre problemas raciais trouxe de novo uma boa vontade por parte desses profissionais em relações ao cantor. Até então ele era visto apenas como um velho ídolo, que ficava cantando músicas ruins em filmes igualmente ruins de Hollywood.

A qualidade do single também ajudou muito. Em determinado momento a RCA Victor passou a entender que lançar singles com músicas de filmes não estava mais dando certo. Os singles geralmente fracassavam. Com a gravação de farto material no American Studios de Memphis a gravadora finalmente começou a contar novamente com material relevante, com qualidade suficiente para disputar a primeira posição nas paradas. "Suspicious Minds" assim veio para finalmente consolidar esses novos rumos que Elvis começava a trilhar em sua carreira. O compacto vendeu milhões de cópias e se tornou um sucesso internacional, alcançando maravilhosas vendagens na Europa inclusive. Pela primeira vez em anos o ouvinte podia ligar o rádio e ouvir uma canção de Elvis Presley fazendo sucesso novamente. A música também serviu para apresentar uma nova geração de compositores dentro da carreira do cantor, como Mark James. Ele inclusive seria responsável por outros momentos marcantes na vida de Elvis nos anos seguintes como "Always On My Mind" "Raised On Rock" e "Moody Blue". Novas sonoridades, novas letras, enfim, renovação musical - era tudo o que andava faltando para Presley em suas estagnadas trilhas de Hollywood. James explicaria anos depois que havia criado "Suspicious Minds" inspirado em uma namorada californiana com quem tinha se relacionado meses antes. Embora ela posasse de garota moderna, meio hippie, adepta do amor livre, tinha um ciúme doentio do namorado. Um ciúme que ela definitivamente não conseguia controlar. Nada mais adequado para Elvis finalmente levantar sua cambaleante discografia novamente, a tornando comercialmente bem sucedida, algo que ele andava precisando muito naquele final de década.

Suspicious Minds (Mark James) - We're caught in a trap / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Why can't you see / What you're doing to me / When you don't believe a word I say? / We can't go on together / With suspicious minds (suspicious minds) / And we can't build our dreams / On suspicious minds / So if an old friend I know / Drops by to say hello / Would I still see suspicion in your eyes? / Here we go again / Asking where I've been / You can't see the tears are real, I'm crying / (Yes, I'm crying) / We can't go on together / With suspicious minds (suspicious minds) / And we can't build our dreams / On suspicious minds / Oh, let our love survive / I'll dry the tears from your eyes / Let's don't let a good thing die / When honey, you know I've never lied to you / Mmm, yeah, yeah / We're caught in a trap / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Why can't you see / What you're doing to me / When you don't believe a word I say? / Don't you know we're caught in a trap? / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know we're caught in a trap? / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know I'm caught in a trap? / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know I'm caught in a trap? / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know I'm caught in a trap? / I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know I'm caught in a trap? /I can't walk out / Because I love you too much, baby / Don't you know I'm caught in a trap...

Pablo Aluísio.

1 comentários:

  1. Avaliação:
    Produção: ★★★★
    Arranjos: ★★★★
    Letras: ★★★★
    Direção de Arte: ★★★★
    Cotação Geral: ★★★★
    Nota Geral: 8.7

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes Tomorrow Never Comes (E. Tubb / J. Bond) - Um caso interessante em que o arranjo mais forte por part...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates