Elvis Presley - All Shook Up

Embora tenha sido um dos maiores cantores de todos os tempos o fato é que Elvis Presley não levava jeito para compor músicas. Definitivamente ele não era um compositor, fato que ele próprio reconheceu em muitas entrevistas. Na verdade Elvis era um intérprete fenomenal, mas seu talento musical era restrito aos vocais e nada muito além disso. Não há nada de errado nesse aspecto, sendo apenas uma característica sua como artista. Ele não compunha e tocava apenas o básico de certos instrumentos como violão e piano. Dito isso é curioso ver que um de seus maiores sucessos foram creditados a ele. "All Shook Up" ainda hoje é citada como uma composição da dupla Otis Blackwell e Elvis Presley. A verdade foi que Elvis contou a Steve Sholes um estranho sonho que tivera na noite anterior ao de uma sessão de gravação em Nova Iorque. O produtor então ligou para Blackwell para que ele providenciasse um tema em cima disso e assim a canção foi composta. De forma bem divertida e rindo muito Elvis explicaria depois que a inclusão de seu nome na criação dessa música era uma "grosseira tapeação".

Pois bem, sendo dele ou não, pouco importa. O fato é que Elvis tinha que voltar com força total aos palcos de Las Vegas após passar vários anos sem realizar shows, se concentrando apenas nos filmes e em suas trilhas sonoras. Por isso era necessário também valorizar seu próprio legado de sucessos. Assim esse novo arranjo foi criado, muito em cima da versão que já havia sido apresentada no NBC TV Special no ano anterior. Como era de praxe nesses antigos rocks Elvis não a levou muito à sério. Era a oportunidade de levantar o público, apresentar algum coreografia agitada e nada muito além disso. É interessante notar que nessa primeira temporada em Vegas Elvis veio com fúria total no palco, porém aos poucos ele foi percebendo que o público da cidade era um pouco diferente daquele que ele encontrara nos anos 50. A maioria era formada de casais na meia idade, todos eles sentados confortavelmente em suas mesas. Algo bem diferente das plateias formadas por jovens adolescentes gritantes de seus anos como roqueiro. Por isso ao longo do tempo Elvis foi colocando seus rocks antigos meio de lado, valorizando canções mais de acordo com aquele público, diria, mais conservador e comportado.

All Shook Up (Otis Blackwell / Elvis Presley) Álbum: Elvis in Person at the International Hotel, Las Vegas, Nevada / Data de Gravação: 25 de agosto de 1969 / Local de Gravação: Las Vegas, Nevada / Produtor: Felton Jarvis, Glen D. Hardin, Glenn Spreen, Bergen White, Elvis Presley / Músicos: Elvis Presley (vocais, violão), James Burton (guitarra), Jerry Scheff (baixo), John Wilkinson (guitarra), Bob Lanning (bateria), Ronnie Tutt (bateria), Charlie Hodge (violão), Glen Hardin (piano), Larry Muhoberac (Piano, órgão), The Imperials (vocais), The Sweet Inspirations (vocais), Millie Kirkham (vocais), Bobby Morris e Orquestra.

Pablo Aluísio.

8 comentários:

  1. Avaliação:
    Produção: ★★★
    Arranjos: ★★★
    Letras: ★★★
    Direção de Arte: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Sempre afirmaram que o jeito do Elvis cantar sugeria uma relação sexual. Se isso é verdade a música All Shoock Up é de longe a melhor representante desta afirmação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Serge, eu nunca tinha ouvido falar nesta afirmação, mas eu sempre achei que All Shook Up se tratasse mesmo de uma relação sexual.

      Excluir
    2. É isso Kamylla; aqui no Brasil, por mais incrível que pareça, que tem o mesmo modo de interpretar as canções, de forma quase lasciva, é o Luiz Gonzaga, o rei do baião. O Raul Seixas sempre disse isso.

      Excluir
  3. E isso, lembremos, trouxe muitos problemas para Elvis na década de 1950.

    ResponderExcluir
  4. Público comportado? Em Las Vegas?
    Sério Pablo?
    Conservador tudo bem, mas comportado é uma palavra que não combina com a atmosfera de Las Vegas. Certo, eu não sou a favor de estereotipos, mas Las Vegas não tem nada que lembre a gente comportada. kkkkkkkkkkk
    E o que dizer daquelas mulheres, casadas, viúvas, solteiras, jovens ou idosas que se matavam pra ganhar um selinho do Elvis durante as apresentações?

    Mas, eu entendo o que vc quer dizer.
    =)

    ResponderExcluir
  5. Comportado no sentido de que o público era acomodado em mesas, com todos sentados, sendo servidos por garçons. A estrutura do show era comportada. Algo bem diferente dos concertos dos anos 50 onde Elvis se apresentava em lugares abertos ou em ambientes onde os jovens ficavam em pé, berrando e gritando abaixo do palco. Era um sistema bem diferente. Em Las Vegas, no International Hotel, o sistema era de showroom. Ingresso caro e muita pompa e sofisticação.

    ResponderExcluir
  6. Eu entendi o que você quis dizer Pablo.
    Elvis agora estava cantando para um público sofisticado, significa que a gora a mamãe, o papai, as filhas, filhos a até a vovó seriam o público do show e não mais as menininhas adolescentes histéricas dos anos 50 que deixavam os pais de cabelo em pé quando colocavam um disco do Elvis para tocar. Em outras palavras tb significa que Elvis se apresentava gora para um público com poder aquisitivo elevado e não em ginásios, estádios ou lugares populares.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes

Elvis Presley - Tomorrow Never Comes Tomorrow Never Comes (E. Tubb / J. Bond) - Um caso interessante em que o arranjo mais forte por part...

Pesquisar este blog

 
Copyright ©
Created By Sora Templates | Distributed By Gooyaabi Templates