sábado, 22 de abril de 2017

Elvis Presley - You'll Never Walk Alone - Parte 1

Oficialmente Elvis gravou apenas três álbuns no estilo gospel. O primeiro foi "His Hand in Mine" em 1960, o segundo "How Great Thou Art" em 1967 e finalmente o terceiro e último "He Touched Me" em 1972. Foram poucos discos, mas que trouxeram grandes frutos para sua carreira. Além das boas vendas essas gravações trouxeram os únicos prêmios Grammy da discografia de Elvis Presley. Sim, de certa forma era um grande absurdo, um dos maiores nomes da história da música nunca foi premiado em vida pelo Grammy por suas gravações em outros estilos musicais. Quem disse que a vida era justa?

De qualquer forma a RCA estava sempre vasculhando os arquivos para colocar no mercado coletâneas de Elvis. O selo RCA Camden se especializou por essa época em lançar discos com preços promocionais do cantor. Em 1971 os executivos da RCA decidiram que era hora de colocar no mercado mais um álbum com canções religiosas. O problema era que a última vez que Elvis havia entrado nos estúdios para gravar algum álbum nesse estilo havia sido em 1967. Assim a gravadora foi em seus arquivos atrás de canções avulsas para compor esse novo LP. Eles acharam coisas bem interessantes, canções que só tinham sido lançadas em singles, outras que nunca tiveram o destaque merecido, etc.

No total conseguiram reunir nove músicas (abaixo da média da época que era em torno de 10 a 12 canções para se completar um álbum). Mesmo assim como o disco chegaria em preço promocional nas lojas não haveria muitos problemas. O novo disco foi chamado de "You'll Never Walk Alone". Uma canção simplesmente maravilhosa que puxaria a venda dessa nova coletânea. Apesar de alguns equívocos na seleção o fato é que esse disco realmente era um atrativo e tanto para o colecionador da época. Estamos falando de um tempo em que não existia internet e nem muitos lançamentos de Elvis no mercado. Por isso qualquer novidade, qualquer música menos conhecida que chegava nas lojas, já era uma boa notícia para os fãs.

O repertório era bem eclético. Além da já citada "You'll Never Walk Alone", clássico gospel gravado por Elvis em 1967, o disco trazia ainda gravações dos distantes anos 1950 (como "I Believe", "It Is No Secret (What God Can Do)", "(There'll Be) Peace in the Valley" e "Take My Hand, Precious Lord"), músicas de filmes (como a excelente "Let Us Pray" de "Change of Habit" e "Sing You Children" de "Easy Come, Easy Go"), além de versões esparsas de gravações religiosas feitas por Elvis durante os anos 1960 (como "Who Am I?" e "We Call on Him"). Para quem estava em busca de músicas difíceis de achar no mercado na época era uma bela e muito bem-vinda surpresa.

Pablo Aluísio.

3 comentários:

  1. Elvis Presley - Pablo Aluísio
    Elvis Presley - You´ll Never Walk Alone - Parte 1
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir
  2. O Elvis não ganhou nem um Grammy por ser um dos criadores do Rock sendo interprete dos maiores sucessos deste ritmo e sendo reverenciado por todos os artistas que o precederam; o Bob Dylan ganhou um premio Nobel de LITERATURA!; as pessoas deste mundo devem ser débeis mentais.

    ResponderExcluir
  3. Elvis nunca ganhou Grammy pelas suas gravações de rock...
    Não ganhou pelo pop...
    Nem por country, blues e nem pelas baladas românticas...
    Só ganhou pelo gospel...
    É a tal coisa, não foi só o Oscar que cometeu besteiras históricas... O Grammy também tropeçou e muito...

    ResponderExcluir